Os vinhos perfeitos para a primavera
Por Melissa Tramonte em 14-set-17

A Grand Cru selecionou alguns rótulos ricos em aromas e frescor que não podem faltar na sua adega nesse período.

Com o início das temporadas de calor, os programas a céu aberto, os pratos e petiscos mais leves se tornam protagonistas para quem gosta da boa mesa. E os vinhos são fundamentais para completar esses momentos. Os tintos leves e, os tradicionais para a época, rosés e brancos são as opções mais indicadas. “Esta época pede vinhos com mais jovialidade, que são fáceis de serem consumidos, e são complexos ao paladar. Os brancos refletem os aromas florais, os rosés têm um caráter mais frutado, e os tintos são feitos com uvas mais jovem que torna o vinho leve, perfeitos para a época”, explica o sommelier Aldo Assada 

Para te ajudar, a Grand Cru, maior importadora e distribuidora de vinhos no Brasil, separou algumas sugestões para abastecer o estoque na temporada.

  • VINHO ROSÉ CHÂTEAU DE BERNE HOMMAGE RIVIERA IGP 2016 750 ML – R$89 - França

Um rosé cheio de frescor e tipicidade. Os aromas frutados são bastante generosos e sedutores, com framboesas, morangos e amoras. Em boca, as frutas se encontram com a acidez equilibrada e um longo final, perfeito para acompanhar o demorado pôr-do-sol do litoral mediterrâneo, ou um bom prato de frutos do mar.

Château de Berne - A vinificação tem sido uma forma de vida no Château de Berne desde 1750. Cada vinho é uma mistura sutil de influência da natureza e perícia do enólogo, que atingem o equilíbrio perfeito entre esses dois fatores. Como consequência, seus vinhos são aclamados mundialmente pela sua qualidade ímpar, que expressam ao máximo a elegância e complexidade da Provence.

 

  • VINHO BRANCO ESCORIHUELA GASCON VIOGNIER 2015 750 ML – R$99 - Argentina

A casta francesa Viogner que dá origem a este vinho é conhecida por suas notas metálicas em boca e pelos aromas de damascos frescos. Este exemplar segue à risca, mas não sem acrescentar seu toque tropical. Nos aromas, acrescentam-se aromas de lichia e banana, com um delicado toque floral. Em boa, a elegância persiste em uma estrutura macia e de acidez refrescante, com um final sedoso e notas herbáceas.

Escorihuela Gascón - Uma das mais antigas bodegas da Argentina, a Escorihuela Gascón foi fundada em 1884.

  • VINHO TINTO GOTÍN DEL RISC MENCIA 2012 750 ML – R$99 - Espanha

Este tinto espanhol possui caráter frutado, marcado por frutas vermelhas maduras, notas de tomilho fresco, cal, terra úmida, geleia de mirtilo, anis, cardamomo e violetas. Em boca, é sedoso e elegante. O estágio em barrica lhe aportou sutileza e maciez, o que faz dele um vinho gastronômico. Mencia é o nome da uva que deu vida a este tinto, muito cultivada em Bierzo, Castilla y Leon, cujo solo mineral e a proximidade com o Oceano Atlântico permitem que a uva se desenvolva e amadureça perfeitamente, originou este vinho expressivo e aromático.

Bodega del Abad - Inaugurada em Junho de 2013, esta jovem vinícola conta com modernas inovações tecnológicas para elaboração de seus vinhos, o que permite um controle de qualidade impecável em todo o procedimento desde a vindima.

  • VINHO FRISANTE SARACCO MOSCATO D'ASTI DOCG 750 ML – R$134 - Itália

Um vinho festivo, vibrante e complexo. A mais perfeita expressão do que um frizante doce pode ser. De perlage fino, aromas intensos de flor de laranjeira, pêssego e tomilho. Considerado por Robert Parker o melhor Moscato D'Asti do Piemonte.

Feudi di San Marzano - A vinícola está localizado no sul da Itália, mais especificamente em Puglia, famosa pela terra vermelha de textura fina devido à alta presença de óxidos de ferro, argila e calcário, e também pelo baixo volume de chuva.

  • VINHO BRANCO SAN MARZANO EDDA BIANCO SALENTO 2015 750 ML – R$149 - Itália

O corte inusitado dá personalidade única à bebida: A Chardonnay, que representa a grande maioria, é responsável pela estrutura do vinho, enquanto que as outras – Moscatelo Selvatico, casta autóctone da Puglia, e a Fiano -, são responsáveis por seu “aroma inédito”. Rico em aromas, o vinho ainda deixa a taça perfumada com notas florais, de pêssego e de baunilha. Amplo no paladar, preenche a boca com seus sabores intensos, mas sem deixar de lado frescor mineral e elegância surpreendente. Sem dúvidas, um dos vinhos brancos mais importantes e complexos do sul da Itália.

San Marzano - Localizado no sul da Itália, mais especificamente em Puglia.

  • VINHO TINTO SAINT CLAIR’S SUN PINOT NOIR 2016 750 ML – R$84 – Nova Zelândia

Este exemplar tem cerejas, framboesas e amoras levemente maduras, chegando a lembrar em alguns momentos até geleia de frutas vermelhas, compõem seus aromas e sabores, que equilibram perfeitamente bem os toques de frescor. O “Sun” Pinot Noir é tão fresco que é possível servi-lo mais gelado do que o habitual – ainda mais se for ao lado de um descontraído e delicioso wrap de salmão defumado com queijo cremoso.

Saint Clair - De propriedade de Neal e Judy Ibbotson, pioneiros na vinicultura de Malborough, essa casa familiar começou a plantar uvas e a fazer vinhos artesanais em 1994. Neste curto espaço de tempo, produziu rótulos de sucesso e despontou entre as grandes da Nova Zelândia, com exportações para mais de 45 países.

Fonte: Divulgação 

:) Melissa

 

Melissa Tramonte

Publicitária, acredita que a vida é muito curta para não comer e beber bem, está sempre em busca de novidades, adora viajar e descobrir lugares incríveis.